facebook INSTA

Investimento em Educação no Brasil é um dos menores entre países da OCDE

xgreve-educacao.jpgqposicaoFoto1.pagespeed.ic.iUbXpANxTb

 

Situação tende a se agravar no país com a política de destruição realizada pelo governo Bolsonaro

 

Relatório da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), revelou que o investimento em Educação no Brasil é inferior aos demais países membros da organização.

 

Segundo o documento, o investimento por aluno no Brasil é muito inferior ao dos outros países. Nas três modalidades de educação (ensino fundamental I, ensino fundamental II e ensino médio e técnico), o Brasil investiu por aluno menos da metade do que os outros países investiram.

 

OCDE

 

A situação tende a se agravar no país com a política de destruição realizada pelo governo Bolsonaro. Apenas neste ano, o corte no orçamento do MEC foi de R$ 6,2 bilhões o que implica diretamente na redução dos valores gastos com a Educação Básica e no Ensino Superior. O bloqueio de 30% na verba de custeio das universidades federais e no orçamento destinado à pesquisa científica também afetam diretamente a qualidade da formação dos jovens brasileiros.

 

O relatório Education at a Glance 2019, analisa a qualidade da educação dos países que integram a organização. A edição 2019 traz comparações internacionais sobre estrutura, finanças e desempenho de sistemas educacionais dos 36 países membros da organização e também de nações parceiras, como o Brasil.

Os países mais ricos do mundo fazem parte da OCDE. O Brasil, porém, e outras nações, como Argentina, Peru e Bulgária, não são membros da entidade, mas convidados.

 

GRADUAÇÃO

 

Além disso, somente cerca de 33% dos estudantes que ingressam no programa de bacharelado no Brasil se formam dentro da duração teórica do programa, abaixo da média de 39% para os países com dados disponíveis.

 

Aproximadamente 18% dos adultos (25-64 anos) no Brasil chegam ao ensino superior. O percentual é semelhante ao do México, mas bem abaixo de outros países da América Latina, como Argentina (36%), Chile (25%), Colômbia (23%) e Costa Rica (23%).

 

Nos países da OCDE, a taxa média de realização do ensino superior é de 39%, mais do que o dobro do Brasil. Na última década, no entanto, houve um aumento considerável no ensino superior na geração mais jovem (25-34 anos), de 11% em 2008 para 21% em 2018.

 

VALORIZAÇÃO DE PROFESSORES

 

O salário médio dos professores no Brasil é menor em poder de compra do que na maioria dos países da OCDE e pelo menos 13% menor que o salário médio dos trabalhadores com ensino superior no país.

 

A remuneração dos professores geralmente é responsável pela maior parte da despesa por aluno. Os gastos relativamente baixos por aluno no Brasil se refletem nos baixos salários dos professores.

 

O salário médio anual de professores no Brasil varia de US$ 22.500 para docentes do ensino fundamental a US$ 23.900 para os do ensino médio. Os valores estão bem abaixo da média da OCDE, que variam de US$ 36.200 no nível pré-primário a US $ 45.800 no secundário.

 

MESTRADO E DOUTORADO

 

Segundo a OCDE, apenas 0,8% das pessoas de 25 a 64 anos no Brasil concluíram o mestrado. A média dos países membros da OCDE é 16 vezes maior: 13% das pessoas nessa faixa etária têm mestrado. A Rússia é o país com maior destaque em relação ao percentual de mestres, chegando a 29,3% das pessoas de 25 a 64 anos.

 

A taxa no doutorado mostra que a diferença é de 5,5 vezes. Apenas 0,2% dos adultos alcançaram o doutorado. A média da OCDE de 1,1%.

 

No quesito, o Brasil consegue superar apenas o México e a Costa Rica, que têm uma taxa de cerca de 0,1%, e a Indonésia que nem sequer chega a pontuar. O país com maior taxa é a Eslovênia, que alcança o patamar de 3,8% dessa população com doutorado.

 

CORTES

 

Os problemas do Brasil em relação ao desenvolvimento da pós-graduação, mestrado e doutorado tende a se aprofundar ainda mais, pois, o governo federal reduziu sistematicamente o financiamento de pesquisas. O valor previsto para o orçamento do próximo ano prevê que a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), ligada ao Ministério da Educação (MEC), terá recursos para financiar apenas metade das bolsas de pós-graduação em 2020.

 

Além da Capes, o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) vai perder 87% da verba de fomento à pesquisa em 2020, segundo a proposta orçamentária do governo. O montante é utilizado para gastos com insumos e equipamentos.

 

Carteirinha da UMES

 

Doc Estudante 2019 UMES fte Alta Cartaz
 

 

Informações

 

CPCUmesFilmes Logo fundo branco

 

 

 

Parceiros 

sptrans

 

  

casa mestre ananias

 

 

 

Fique bem informado

 

hp

 

 

icone-apeoesp

 

 

icone-campanha-educacao

  

  

cropped-capasitecomite-1

Comitê de Luta pela 
Educação Sem Censura

 

   

portal do bixiga

 

 

logo anpof2

Associação Nacional de

Pós-Graduação em Filosofia

 

pornoimpala.info pornopingvin.com
Yurtdışı Eğitim Makedonya Avrupa Üniversitesi Makedonya Eğitim Saraybosna Üniversitesi Saraybosna Üniversitesi Saraybosna Üniversitesi Saraybosna Üniversitesi Saraybosna Üniversitesi Bosna Hersek Üniversiteleri Bosna Hersek Üniversiteleri Bosna Hersek Üniversiteleri Bosna Hersek Üniversiteleri Bosna Hersek Üniversiteleri Travnik Üniversitesi Travnik Üniversitesi Travnik Üniversitesi Saraybosna Üniversiteleri Makedonya Üniversiteleri Struga Üniversitesi Kiril Metodi Üniversitesi Bulgaristanda Eğitim Bulgaristanda Eğitim Bulgaristan Üniversiteleri Bulgaristan Üniversitesi Bulgaristan Üniversiteleri Ukrayna Üniversiteleri Ukrayna Üniversiteleri Ukraynada Üniversite Ukrayna Üniversiteleri Malta Dil Okulları Gürcistan üniversiteleri Gürcistan Eğitim Malta Dil Okulu Malta Nerede ingiltere Dil Okulları ESE Malta Dil Okulu Лазерна Епилация Пловдив Лазерна Епилация Пловдив Лазерна Епилация Пловдив Лазерна Епилация Пловдив